Agentes ambientais percorrem a cidade para orientar a população quanto ao Descarte Consciente

with Nenhum Comentário

Agentes ambientais percorrem as ruas de Hortolândia para orientar a população sobre o descarte correto de resíduos da construção civil e demolição, bem como do chamado “lixo eletrônico”. Eles fazem parte da campanha de educação ambiental “Descarte Consciente”, promovida pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, em parceria com o INAC (Instituto Nova Agora de Cidadania), Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) conveniada, responsável pelo gerenciamento da URE-Hortolândia (Usina de Reciclagem de Entulhos). O trabalho, iniciado nesta quinta-feira (10/01), terá duração de seis meses.

Uniformizados com camiseta, boné, sacola com o nome da campanha e crachá, dez agentes treinados batem de porta em porta, entregam um kit ecológico em cada casa e conversam com os munícipes sobre a necessidade da mudança de mentalidade com relação às questões ambientais. A orientação acontece na calçada de casa, uma vez que nenhum deles tem autorização para entrar no interior da residência.

Inicialmente, as visitas domiciliares estão previstas para acontecer das 9h às 15h30, de segunda a sexta-feira. No entanto, de acordo com a diretora de Meio Ambiente, Eliane Nascimento, este horário pode sofrer alteração, caso seja necessário.

A mobilização começa pelos bairros São Sebatião, Interlagos, São Bento, Santa Esmeralda, Terras de Santo Antônio, Jd. Adelaide, Jd. Rosolen e Jd. Nossa Senhora de Fátima. A ideia é que, ao longo do semestre, percorram toda a cidade.

Kit Ecológico

No kit ecológico, há um folder sobre a coleta de resíduos eletrônicos, outro sobre o descarte de resíduos de construção civil e uma cartilha de conscientização ambiental. Nos domicílios em que for identificada alguma irregularidade na calçada, como o descarte indevido de entulhos e volumosos (um sofá, por exemplo), o morador receberá também um comunicado orientado sobre a necessidade de remoção do material descartado em até 15 dias.

Outro documento importante que faz parte do kit é um questionário a ser preenchido pelo próprio agente, que vai funcionar como uma espécie de Censo Ambiental. É o primeiro a ser feito na cidade e tem como o objetivo levantar informações sobre práticas e hábitos ambientais. Depois de coletadas, tabuladas e analisadas, as informações vão subsidiar políticas públicas na área.

“Sempre foi um sonho da Secretaria de Meio Ambiente realizar um Censo Ambiental. Com a ação dos agentes, damos os primeiros passos neste sentido, de ter uma ferramenta de gestão ambiental para definição e ampliação de políticas públicas na área do meio ambiente”, diz Eliane.

Educação ambiental

Nos casos onde for detectado descarte irregular na calçada, além de entregarem o comunicado, os agentes vão anotar o endereço da ocorrência e de que tipo ela é. Caso a situação permaneça inalterada ao final do prazo, o munícipe será notificado pelo Grupamento Ambiental e terá mais 15 dias para se regularizar. Se nada for feito, será multado.

De acordo com o Código de Posturas do Município de Hortolândia, lei 873, de janeiro de 2001, dependendo de cada caso, a multa pode variar de 50 a 560 UFMH (Unidade Fiscal do Município de Hortolândia), o que, em reais, significa um valor que vai de R$ 124,25 a R$ 1.348,76.

“Hortolândia é uma cidade nova, que cresceu muito economicamente, se expandiu, mas, em termos de educação ambiental, ainda vemos atitudes de descarte incorreto, que não condizem com a condição atual do município”, afirma Eliane, explicando a importância e realizar uma campanha de educação ambiental deste porte.

“É preciso que as pessoas entendam que o gerador é o responsável pelo descarte do lixo e não a Prefeitura”, esclarece a diretora. “A organização da calçada é de responsabilidade do morador. É um local de passagem, não de descarte de entulho, lixo ou material de construção.”

A diretora pede a colaboração dos munícipes no sentido de denunciar casos de descarte irregular de resíduos, tirando fotos e entrando em contato pelo telefone 0800.111580, do Grupamento Ambiental. O autor da ligação não é identificado. As fotos podem ser enviadas para o email meioambiente@hortolandia.sp.gov.br

Fonte: Prefeitura de Hortolândia | Por Ane Medina Néri, Hortolândia 10/01/13 16:52

Deixe uma resposta