ONU quer transformar lixo eletrônico em oportunidades de negócios sustentáveis

with Nenhum Comentário

foto96 - eWaste

Representantes de governos da América Central, empresas privadas, universidades e organizações não governamentais chegaram a acordo sobre uma agenda de 20 pontos com o objetivo de promover avanços no tratamento de resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos (REEE ou e-lixo) na região.

A chave será a aplicação e identificação de modelos de negócios que alavancam as oportunidades de reciclagem e criam novos empregos.

A nova Agenda foi acordada pelos 86 participantes do Workshop para Capacitação em gestão ambientalmente responsável para REEE, organizado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) e pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), com o apoio de parceiros. O encontro ocorreu entre os dias 19 e 21 de março, em San Salvador (El Salvador).

Dispositivos eletrônicos podem conter até 60 elementos químicos diferentes. Deficiências no métodos de coleta e nas tecnologias de reciclagem, bem como o despejo ilegal, fazem com que a maioria destes recursos valiosos sejam perdidos quando o equipamento atinge o fim de sua vida útil.

Essa lógica, além de gerar impactos ambientais adversos, significa também o esgotamento de uma base de recursos potencialmente valiosa de “equipamentos secundários”, avaliou a UIT.

Saiba mais, em inglês, clicando aqui.

Deixe uma resposta